(48) 3721-6361
Alimentos sem lactose como identificá-los
26/02/2018 - Novidades

Produtos sem lactose são cada vez mais buscados pelo mercado consumidor, seja devido a intolerâncias, alergias ou opção de retirar este açúcar da dieta alimentar. Hoje é possível encontrar diversas opções de produtos sem lactose, desde o leite em si até derivados como iogurte, requeijão e chocolate. A lactose é o principal açúcar presente no leite de mamíferos e ao ser ingerida é processado pela enzima lactase e transformada em glicose e galactose. Em muitas pessoas a atividade desta enzima diminui com o tempo fazendo com que se tornem intolerantes à lactose. Cada pessoa tem essa redução em taxas diferentes, não sendo generalizada as taxas de não tolerância à ingestão deste açúcar.

Em julho de 2016 a ANVISA (Agência de Vigilância Sanitária) iniciou o processo de regulamentação da rotulagem de produtos contendo lactose. Estas regulamentações foram atualizadas em fevereiro de 2017 através de duas resoluções, a RDC 135/2017 e a RDC 136/2017. Mas afinal, quais as novas regras?

Agora os fabricantes devem informar a presença de lactose nos alimentos. Produtos com mais de 100 mg de lactose para cada 100 g ou mL de produto, isto é, com quantidade de lactose equivalente a 0,1%, ou mais, devem incluir em suas embalagens a expressão “Contém lactose”. É possível também empregar a expressão “Baixo teor de lactose” para produtos cuja quantidade de lactose estiver entre 100 mg e 1 g a cada 100 g ou mL do produto. Abaixo destes valores é possível incluir expressões como “Zero lactose” e “Sem lactose”.

Ou seja, atualmente o produtor de alimentos brasileiro deve aderir um dos três tipos de rotulagem para a lactose: “Zero lactose”, “Baixo teor” ou “Contém lactose”.
Os critérios foram embasados em legislações de países europeus como Alemanha e Hungria que já utilizam este modelo a mais de 20 anos e o limite de 100 mg é tido como seguro para intolerantes à lactose.

Esta adequação deve ser realizada em um prazo de até 24 meses após a publicação da nova regulamentação (09/02/2017). Estabelecimentos que preparam os alimentos no próprio ponto de venda ao consumidor não são obrigados a informar sobre o conteúdo de lactose.

Artigo desenvolvido por Ilka Korte.