(48) 3721-6361 / (48) 99945-5002
Instagram
Difererentes Tipos de Plásticos para Embalagens
19/06/2019 - Novidades

Você já reparou que, nos supermercados, as embalagens de plástico são diferentes? Algumas são mais rígidas, outras mais flexíveis, sendo altamente transparentes ou com uma aparência mais ofuscada. Isso se deve à propriedade dos polímeros — que formam o plástico — de possuírem diferentes conformações estruturais. Quer conhecer mais sobre cada plástico utilizado nas embalagens? Olhe o material que preparamos para você e descubra seus prós e contras!

Cada tipo de plástico possui suas vantagens, como aumentar o shelf-life (tempo de prateleira, validade) do produto envolvido. Porém, esse fator é geralmente contrabalanceado com um maior investimento. A rigidez escolhida pode se dar muito pelo fator transporte ou praticidade. Já a

 

As características do material, como a resistência, são muito importantes dependendo do seu produto. O plástico usado para embalar um suco, por exemplo, é muito diferente do usado para biscoitos. Dentre várias características, uma  importantíssima é a permeabilidade ao oxigênio e ao vapor de água, já que com o último, seu produto pode adquirir muita umidade ou perder , amolecendo-o ou deixando-o mais propenso à proliferação de microrganismos (mais úmido). Um bom exemplo para primeiro caso é os pacotes de bolachas, os quais são impermeáveis à troca de vapor d’água. Isso evita que dentro do pacote fique com muita umidade, amolecendo as bolachas e deixando com uma textura desagradável. Diferentemente da bolacha, o pão libera muito vapor d’água, portanto precisa evitar que umidifique o ar do interior da embalagem, caso contrário, a alta umidade aumenta as chances de proliferação de microrganismos.

A alta troca do oxigênio entre o interior da embalagem com o exterior, por sua vez, pode acarretar no fenômeno de rancificação, que é a degradação da gordura contida no alimento, deteriorando as propriedades organolépticas (sabor, odor, textura) do mesmo, entre outros fenômenos.

Abaixo são apresentados alguns dos tipos de plásticos mais comuns no mercado alimentício:

  • Polietileno (PE): translúcido, flexível, inerte, boa elasticidade, impermeável a água, boa resistência, fácil termossoldagem (selamento da embalagem), muito presente no mercado e geralmente possui  um custo mais barato. Também pode ser usado em conjunto com uma camada de alumínio para aumentar a barreira a gases e vapores. As divisões do Polietileno são:
    • Polietileno de baixa densidade (PEBD): inerte, flexível, porém pouco resistente a interferências mecânicas e ao calor.

Exemplos de uso: Sacolas plásticas de mercado, Stretch films e garrafas térmicas.

  • Polietileno de alta densidade (PEAD): apesar de mais caro, ele é mais vantajoso que o PEBD, pois é mais impermeável ao vapor de água e ao oxigênio e, dependendo do uso, ele se apresenta como uma melhor opção por sua maior rigidez.

Exemplos de uso: garrafas, sacos plásticos e em embalagens laminadas.

 

  • Polipropileno (PP): impermeabilidade baixa ao oxigênio e dióxido de carbono  e alta ao vapor de água; alta resistência ao calor.

Exemplos de uso: garrafas mais rígidas, filmes plásticos, embalagens para manteiga e tampas de garrafa.

  • Polipropileno biorientado (BOPP): derivado do PP, o processo que faz o BOPP o torna mais fino, transparente e brilhoso que o PP e ainda facilita a impressão de imagens sobre a embalagem. Porém, devido às altas temperaturas da termossoldagem, o plástico perde a biorientação, tornando o BOPP coextrusado uma boa alternativa. No geral, o BOPP é mais impermeável ao vapor de água e gases que o PP e é um material não tóxico.

Exemplos de uso: bobinas de sacos plásticos, adesivos plásticos e filmes plásticos.

  • PET (Politereftalato de etileno): é um plástico transparente, resistente a tensões mecânicas e químicas, porém é pouco resistente a altas temperaturas, tornando impossível a termossoldagem.

Exemplos de uso: garrafas em geral.


Essas são algumas das muitas opções de embalagens que você pode estar escolhendo para seu produto. A CONAQ realiza um serviço de estudo da embalagem ideal para cada produto alimentício. Está precisando de uma ajuda técnica e profissional? Saiba quais são as vantagens de se contratar uma empresa Júnior. Será um prazer colaborar com seu negócio!