COMO ENCONTRAR O MELHOR FORNECEDOR ALIMENTÍCIO? – Conaq

COMO ENCONTRAR O MELHOR FORNECEDOR ALIMENTÍCIO?

Saiba como identificar um bom fornecedor no ramo de alimentos:

A escolha de um bom fornecedor é algo que gera dúvida tanto em quem está começando quanto em quem já é mais experiente no mercado. No entanto, a preocupação é importante pois esse fator é essencial para garantir a qualidade da sua comida. 

Com uma ampla variedade de tamanhos (pequenos, médios, grandes, nacionais e locais, e de tipos diferentes), existe um mar de opções de fornecedores à sua disposição. Além disso, escolhendo bons fornecedores, você ganha tempo, agilidade e qualidade em seu estabelecimento

Um bom fornecedor é aquele que atende a sua demanda com qualidade, pontualidade e profissionalismo, a um preço justo. Para que você selecione sempre os melhores entre os melhores, faça o checklist abaixo:

1) Você entende sua própria necessidade?

Mapeie as suas necessidades, para não pedir itens demais aos fornecedores, ou então pedir quantidade de menos de um produto que usa muito. Por exemplo, você precisa que as hortaliças sejam entregues sempre pela manhã? Quantos pés de alface você precisa para atender à demanda da clientela? 

Uma boa forma de fazer isso é estudando seu histórico de vendas. Analise a quantidade diária de clientes em seu negócio e quais são os produtos que têm maior saída. Com isso, você vai conseguir fazer um cálculo do quanto de farinha de trigo, por exemplo, você deverá solicitar ao seu fornecedor.

2) Tem bom Custo-Benefício?

Um bom custo-benefício é um produto a um preço justo, de qualidade e do qual você consiga tirar o maior proveito possível na produção do alimento ou serviço. 

É aquele produto que não necessariamente é o melhor do mercado em termos de qualidade, mas oferece qualidade suficiente para que suas comidas fiquem excelentes, sem prejudicar o seu lucro.

3) Como é a acessibilidade e localização desse fornecedor?

Um bom fornecedor deve estar sempre à disposição para atendimentos e quanto mais perto for a localização melhor. Isso porque se a fonte do produto for muito distante do seu estabelecimento, você possivelmente terá alguns problemas.

Podem ser cobradas taxas adicionais para transporte dos alimentos, alguns tipos de alimentos podem chegar com aspectos diferentes, como a cor, o odor e sem contar eventuais atrasos. Se possível, os fornecedores de alimentos devem estar próximos de você.

4) Você já tentou negociar com ele?

Nada de fechar com o primeiro fornecedor que aparecer. Negocie prazos, pagamentos e demanda. Quanto maior for sua demanda por determinado tipo de produto, maior poder de negociação você terá. 

Por exemplo, se você tem uma rede de padarias e precisa de 100Kg de farinha de trigo por semana, talvez valha a pena negociar diretamente com o fabricante e não mais com o atacadista.

É importante saber que abrir mão ou ceder em alguns casos faz parte da negociação. Tente ser flexível pensando no que é melhor para você, mas entendendo também o lado do seu fornecedor.

5) Você mapeia outros fornecedores?

Ter apenas um tipo de fornecedor para seu negócio não é o ideal. Por mais que você tenha conseguido uma boa negociação com ele, é importante saber quem mais fornece aquele tipo de produto e estar constantemente pesquisando, para estar sempre preparado em casos de imprevistos

Conversar com os outros clientes dos fornecedores deverá reduzir a chance de ter imprevistos, uma vez que você entenderá um pouco melhor sobre o fornecedor que está contratando. Mas ainda assim, é bom ter para onde correr em emergências, por isso, não deixe de atender seus clientes por uma falha de fornecedor. 

Espero que tenha sido útil! Aqui no site da CONAQ você encontra esse e muitos outros conteúdos disponíveis.

Equipe Conaq
Equipe Conaq

Gostou deste artigo? compartilhe nas redes!

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest

DEIXE UM COMENTÁRIO