QUANDO MINHA INDÚSTRIA NECESSITA DE TRATAMENTO DE EFLUENTES? – Conaq

QUANDO MINHA INDÚSTRIA NECESSITA DE TRATAMENTO DE EFLUENTES?

Durante diversos processos das indústrias é inevitável a emissão de resíduos, os chamados efluentes industriais. Esses compostos têm caráter nocivo ao meio ambiente quando não tratados de forma adequada e a legislação brasileira é bastante rigorosa nesse quesito. Confira a seguir o que você precisa saber sobre os efluentes da sua indústria e quando se faz necessário o tratamento.

O que são os efluentes?

Sejam líquidos, sólidos ou gasosos, são caracterizados “efluentes industriais” todos os resíduos derivados de atividades industriais ou processos que envolvem transformações físicas ou químicas. Os resíduos líquidos resultam das atividades de produção que demandam água, apresentando substâncias químicas em solução. Os sólidos são aqueles suspensos em líquidos, enquanto que os resíduos gasosos são constituídos por gases tóxicos e cinzas.

Quais as exigências da legislação?

A legislação brasileira, através do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), é bastante severa quanto ao lançamento de efluentes. As resoluções expressam a obrigatoriedade do tratamento, a fim de evitar a contaminação de solos e águas superficiais, como rios, lagos e lagoas: “efluentes de qualquer fonte poluente somente poderão ser lançados nos receptores após devido tratamento”.

O documento do CONAMA apresenta vários detalhes, indicando quais medidas devem ser tomadas de acordo com o tipo de resíduo, sua toxicidade, volume, entre outros fatores. O não cumprimento de tais medidas acarreta em multas, muitas vezes mais caras que o próprio processo de tratamento, sendo assim, se faz imprescindível considerar todos os parâmetros lá descritos para realizar os projetos.

Qual a importância do tratamento?

Tratar os efluentes é fundamental para qualquer indústria, não apenas em virtude dos riscos de penalidades jurídicas, como também pelos danos ambientais que devem ser evitados.

Essa prática já é considerada um investimento em melhoria de processos, desde que se percebeu a possibilidade de reutilização dos resíduos. Constatou-se que o bom aproveitamento dos efluentes, depois de devidamente tratados, pode ser um grande diferencial no custo-benefício e economia da empresa e, com o planejamento adequado, são visualizadas grandes vantagens.

Um exemplo comum é reuso de água para fins não-potáveis, como para a rega de jardins e limpeza de pátios. Além disso, a maioria dos projetos bem planejados apresentam, dentre os resultados observados, a segurança nos processos, a eliminação de odores, a redução no uso de produtos químicos necessários para o tratamento e, como consequência, a redução de custos

Portanto, é perceptível que os benefícios não são somente relacionados à preservação de recursos naturais, fauna e flora, mas também à própria indústria que realiza o tratamento. Destaca-se que, em uma época de crescente preocupação com desenvolvimento sustentável, salientar a atenção da marca com sua responsabilidade ambiental e o desenvolvimento social pode ser um ponto de destaque frente à concorrência.

Sendo assim, evitando despesas e possibilitando processos mais sustentáveis, as alternativas são bastante proveitosas e viáveis para a indústria, mesmo que muitas vezes possam parecer operações complexas.

Como definir o melhor tratamento para a minha indústria?

Os tratamentos não costumam seguir padrões. Como cada composição é diferente, cada efluente deve sofrer medidas adequadas e específicas. Por isso, é muito importante o estudo detalhado dos resíduos antes de submetê-los a algum procedimento químico, físico ou biológico. Tendo em vista que existem diferentes tecnologias apropriadas para cada situação, é fundamental saber projetá-las, pois as necessidades podem variar desde simples processos de filtração e neutralização até reações bioquímicas de eliminação de contaminantes. 

Então, assim que os resíduos são caracterizados e têm suas cargas poluentes e contaminantes definidas, é possível definir também quais as medidas ideais para seu tratamento. Dessa maneira, devido à grande quantidade de pontos técnicos envolvidos no processo de tratamento, é recomendável a assessoria de empresas especializadas. 

O tratamento de efluentes compreende várias questões, o que o torna uma etapa de extrema importância na indústria, cujos benefícios são incontestáveis e percebidos em curto e longo prazo. Sua empresa produz efluentes e você tem interesse em tratá-los adequadamente? Quer saber mais sobre esses processos? Entre em contato conosco e conheça soluções inovadoras e sustentáveis para o seu problema!

Se tiver alguma dúvida ou comentário sobre o artigo, nos escreva abaixo na caixa de comentários.

Equipe Conaq
Equipe Conaq

Gostou deste artigo? compartilhe nas redes!

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest

DEIXE UM COMENTÁRIO