O QUE PRECISO PARA COMEÇAR A COMERCIALIZAR CARNES NO MEU NEGÓCIO?

Conheça a legislação para manuseamento e embalagem de carnes para saber como começar a comercializar carnes no seu negócio.

Você já pensou em expandir o seu negócio alimentício? Saiba que trabalhar com venda de carnes pode ser um bom negócio a ser explorado para expandir o seu lucro! 

No final do primeiro semestre de 2020, o ministério da economia confirmou recordes nas vendas de carne bovina entre janeiro e julho do ano passado.  Atualmente, o consumo de carnes pela população brasileira não deve recuar tanto em 2021 em relação ao que foi no ano passado, permanecendo, assim, em alta. 

Mas como funciona a comercialização de carnes aqui no Brasil? 

O país inteiro tem uma grande diferença no modo de comercialização das carnes devido às leis estaduais diferentes em cada estado. Geralmente, cada estabelecimento que comercializa esse produto, tem algum tipo de açougue. Pela maioria das legislações vigentes, existem dois tipos de açougue, sendo chamado do tipo A1 e A2 e cada um tem suas limitações e variam de acordo com as leis locais. 

  • A1: Nesse tipo de açougue é obrigatório existir um ambiente climatizado para a manipulação e exposição da proteína. Também é exigido seguir o manual de boas práticas de fabricação (BPF), além de contar com responsável técnico. Ainda, o estabelecimento precisa dispor de um local específico para porcionar, fatiar, embalar, reembalar e rotular as carnes e a fiambreria. Nesse açougue é permitida a produção de carne embalada, carne moída embalada e fatiados sem a presença do consumidor final. 
  • A2: Já para o açougue desse tipo as exigências são menores, entretanto as atividades que podem ser desenvolvidas ficam mais restritas. Esses estabelecimentos estão autorizados a vender carnes, produtos de fiambreria, como queijos e fiambres – já inspecionadas na origem – no entanto, neste açougue é permitido apenas porcionar e fatiar conforme pedido do consumidor ou deixando exposto para venda em balcões de atendimento com controle de temperatura nos produtos para perdurar o tempo necessário para venda, garantindo a segurança alimentar. Porém, não é permitido embalar, reembalar, rotular e preparar produtos na ausência do consumidor final. 

Em relação às embalagens utilizadas para as proteínas, as mais utilizadas hoje em dia são as com atmosfera modificada e a vácuo, pois essas embalagens conseguem aumentar a vida útil da carne mantendo suas qualidades e garantindo sua segurança.

Agora que descobriu um pouco do que precisa para começar a comercializar a carne no seu negócio, mas ainda tem algumas dúvidas, o que fazer?

Nós da CONAQ – Empresa júnior de Engenharia Química e de Alimentos da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) – já estamos atuando há 28 anos no mercado e realizamos serviços pelo país inteiro. Se está com dificuldade para iniciar a sua comercialização, expandir ou adaptá-la às legislações vigentes do seu estado, entre em contato conosco para resolvermos os seus problemas. Estamos esperando você! 

Artigo desenvolvido por Ana Luiza Faria

Equipe Conaq
Equipe Conaq

Gostou deste artigo? compartilhe nas redes!

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest

DEIXE UM COMENTÁRIO

Open chat
Fale conosco!
Olá! Podemos te ajudar?